Ocorreu um erro neste dispositivo

Translate

Follow by Email

28 dezembro, 2006

Giotto - A Lenda de Encontro com a Realidade

Um Rapaz Chamado Giotto
Guarnieri, Paolo; Landmann, Bimba
2003, 2.ª edição

Colecção: Álbuns
ISBN: 972-24-1049-0
Tema: Literatura Infantil, Pintura
Código: 58011


Um rapaz chamado Giotto é, de facto, um livro exuberante que, de um modo extraordinário, aproveitando com sensibilidade e inteligência cada pormenor, a dupla de italianos enredou texto e imagem numa luxuosa obra literária que inventa sonhos e infância para Giotto di Bondone (1267-1337), o revolucionário pintor florentino.
A história apresenta um pequeno pastorinho descontente com a vida que leva, já que vê-se forçado a pastar um rebanho deixando para trás todos os seus desejos e aspirações de fazer o que realmente gosta, mas a sorte sorri-lhe quando encontra um mestre pintor: Cimabue que, desde cedo, reconhece a capacidade de Giotto e lhe revela o mundo fantástico da arte da pintura. Desta forma, Giotto (a lenda de encontro com a realidade) descobre a sua vocação, tornando-se um dos pintores mais soberbos de todos os tempos.
A arte de reinventar e inovar uma personagem importante da história da pintura, dando-lhe uma imponência absoluta, fazendo com que os sonhos, a perspectiva da vida triste e sem graça dê lugar a um final feliz e bem sucedido, escrito para uma criança de forma simples, limpa e sucinta, é contudo esbatida pela grandiosidade das ilustrações de Bimba Landmann.
São sobretudo as imagens que falam por si, é difícil não nos hipnotizarmos pelas ilustrações carregadas de simbolismo histórico e beleza estética, o texto fluído interagindo com as imagens constroem inevitavelmente um ponto de partida para a criação de hábitos de leitura tanto da criança pequena como do adulto que se esqueceu da beleza de entrar numa história, participando activamente com a sua imaginação.
Mesmo sendo de carácter lúdico, este conto consegue contar desejos e talentos, falar de pintura e representar uma época, estimulando uma verdadeira competência literária do leitor, criando um saber cultural histórico, auxiliado pela lenda fantástica e libertadora, tornando o trabalho fruto do prazer e não da obrigação.

1 comentário:

Leitor UM disse...

Parabéns pela escolha do livro e pela leitura que faz.
Cumprimentos.