Ocorreu um erro neste dispositivo

Translate

Follow by Email

04 janeiro, 2007

Surpresa ao fim de uma semana…


CLARKE, Jane (2006) Já não faço xixi na cama, Porto: Gailivro (ilustrações de Mary McQuillan) (1ª edição)

ISBN 989-557-256-5



A partir dos 3 anos


Esta história fala de um pequeno dinossauro, Dino, que foi convidado para ir dormir, na sexta-feira, a casa do seu amigo Picos. Ele estava ansioso pois sempre que os dois estavam juntos divertiam-se muito. Mas havia um pequeno problema pois todas as noites quando estava a dormir, ele fazia xixi na cama. Até lá Dino tinha de se corrigir, mas chegou à altura e ele não tinha conseguido. Mesmo assim foi dormir a casa do seu amigo e a surpresa foi grande pois Picos também fazia xixi na cama. Mas no fim, regressado a casa, houve muita alegria pois a cama estava sequinha…
A ilustradora Mary Mcquillan é uma artista britânica, muito conhecida no Reino Unido e tornou-se muito conceituada por todo mundo pelas suas ilustrações para livros de crianças. Mary participou no primeiro dicionário de rimas de John Foster, tem sido a ilustradora de vários contos infantis de autores como Penny Little e Richard Waring. Ilustrou também alguns livros de Kes Gray e de Jane Clarke.
A Editora Gailivro é vocacionada para o público jovem, abarcando também a esfera infantil. Além da promoção de jovens talentos, a editora aposta em trabalhos de alta qualidade criativa sendo também frequentes as realizações de concursos literários. A editora dedica-se também à venda de material pedagógico adequado às práticas de ensino.
Já não faço xixi na cama é um álbum de capa dura bastante simples, mas muito apelativo e de fácil compreensão, ideal para promover, entre os mais novos, o convívio com literatura de qualidade.
Nas páginas de rosto deste livro podemos ver pequenos dinossauros que vão estar presentes ao longo da história, dentro deste está também presente uma dedicatória tanto da autora como da ilustradora para os seus filhos.
Esta obra tem ilustrações muito coloridas, engraçadas e maiores do que na maioria dos livros, ocupando duas páginas. As ilustrações da obra acompanham o texto verbal e a partir delas percebemos a ideia da história. Verifica-se ainda que a caligrafia é irregular com formas curvas e ondulantes, variando de tamanho.
É importante referir que, ao longo de todo o texto, encontramos diálogos frequentes e frases curtas. Todas estas características dão uma certa animação à história e atraem a atenção do leitor, tanto das crianças como dos seus pais.
O que me motivou para a leitura deste livro foi, em primeiro lugar, o facto de ter um título, elemento paratextual, atractivo, que retrata uma situação quotidiana comum a muitas crianças, e depois todo o aspecto físico do livro: texto icónico e texto verbal.
Esta história ternurenta e reconfortante representa uma possibilidade de, através da literatura, desmistificar o problema de fazer xixi na cama, uma situação muito frequente na vida dos mais pequenos, permitindo à criança-leitora identificar-se com o Dino, o herói infantil desta narrativa, e ver, portanto, com outros olhos esta questão, ver que não é preciso ter complexos devido a isso. É um bom livro para crianças e para os pais lerem aos filhos.


Cândida Duarte

Sem comentários: