Ocorreu um erro neste dispositivo

Translate

Follow by Email

05 fevereiro, 2007

Livros...diários da nossa vida ou simplesmente uma companhia?

Por: Tânia Dias
Letria, José Jorge (texto) ; Castro, Rui (ilustração): Ler doce ler. Terramar, 2004 (1ª edição) ISBN: 972-710-383-9

José Jorge Letria nasceu em Cascais em 1951. Iniciou a sua actividade literária no suplemento «Juvenil» do Diário de Lisboa. Foi desde 1970 redactor em vários jornais, trabalhando também como guionista e autor de programas de televisão, de que se destacam Rua Sésamo, Os Segredos de Mimix e O Rato dos Livros. Foi vereador da Cultura da Câmara Municipal de Cascais de 1994 a 2001. Foi colaborador, editor e subchefe de redacção de JL. Tem colaborado nas publicações Colóquio/Letras, Vértice, República («Artes e Letras», suplemento literário), O Diário, Nova Renascença, Hifen, Sílex, Boca Bilingue (Espanha), etc. Obteve, entre outros, os seguintes prémios: Florbela Espanca (Câmara de Vila Viçosa), José Galeno (da SPA), Cesário Verde (da Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Porto), Eça de Queirós – Poesia (do Município de Lisboa). É conhecido como poeta, ficcionista, dramaturgo, ensaísta e autor de literatura infanto-juvenil. Escreveu diversas obras de literatura infantil, entre outras, Alicate, Bonifrate e Versos com Remate (poesia).
A nível de ilustração, podemos dizer que Rui Castro (do qual não obtive informações pessoais), ilustra de forma divertida e expressiva e as suas ilustrações interagem com o texto de um modo eficaz, escondendo ou desvendando pormenores dos poemas que acompanha.
A qualidade das ilustrações em “Ler doce ler” é notória fazendo com que esta obra tenha lugar nas dez obras cujas ilustrações merecem destaque pelo júri do Instituto Português do livro e das bibliotecas.
Esta obra prima pela diferença, e nela se encontra a importância da leitura e a magia que esta possui, sendo transmitida através de poemas acompanhados por um discurso visual inovador. Os poemas e a sua linguagem comunicam com o leitor e envolvem-no no mundo maravilhoso que é a leitura, surpreendendo pelo caracter imaginativo de que se revestem.
Letria diverte inevitavelmente pelas metáforas e por uma certa personificação dada aos livros, o que leva os leitores a reflectirem sobre a importância e o valor incalculável que estes possuem.
Todos estes elementos fazem desta uma obra a não perder, por leitores de todas as idades.
Depois da leitura desta obra facilmente percebemos que é indispensável a leitura e que devemos sem duvida dar valor aos livros, vistos que eles muitas vezes são um diário da nossa própria vida ou simplesmente uma companhia.

Sem comentários: