Ocorreu um erro neste dispositivo

Translate

Follow by Email

10 dezembro, 2007

Direitos das Crianças

lTítulo: Direitos da Criança, 2006
Autora: Maria João Carvalho
Ilustração: Carla Nazareth
Colecção Montanha Encantada
Everest Editora
ISBN 972-750-739-5


Todos diferentes, mas iguais!


Direitos da Criança aborda o tema dos direitos da criança, com base nos princípios da Declaração Universal dos Direitos das Crianças, aprovada em 1959 pela Assembleia Geral das Nações Unidas.
A ilustração da capa diz tudo: ainda antes de ler o livro relacionamos de imediato essa imagem com os princípios mais elementares a que todos temos direito, nomeadamente o direito a uma educação e à convivência com os outros, seja qual for a cor da pele ou o aspecto.
As imagens interiores levam-nos igualmente a reflectir acerca do direito à igualdade e à convivência entre todos. As ilustrações das páginas 4 e 5, por exemplo, sugerem que podemos, com imaginação, deixar as diferenças para trás e encontrar meios de comunicação. Mas é a cor que mais predomina enquanto meio para explicitar que a diferença entre as pessoas – de raça, meio cultural ou geográfico – é uma riqueza e não um problema, através da riqueza da própria cor, usada em grandes massas nas ilustrações. Texto e iconografia encontram assim uma simbiose perfeita, e de forma subtil ligam o mundo do imaginário à realidade dos direitos das crianças, recorrendo frequentemente também a elementos da Natureza – o mar, o deserto, a selva, o céu – e até mesmo a elementos do meio familiar, para mostrar como cada dimensão do mundo, da vida e do interesse da criança é muito diferente de outra qualquer, mas igualmente bela. O livro está repleto de elementos simbólicos como, por exemplo, a ponte e o sol, remetendo-nos para o maravilhoso: “passagem secreta para o reino da harmonia e do bem-estar” (Carvalho, 2006: 13), “unem-se numa ponte feita de harmonia” (Carvalho, 2006: 12).
Direitos da Criança é uma referência para as crianças, mas poderá sê-lo também para os adultos, principalmente pela forma como o texto é usado: um mundo da imaginação para as crianças, mas que vai apresentando em letras mais pequenas e em locais da página menos destacados os direitos, tal como constam da Declaração. Direitos da Criança é pois um texto muito actual e explica de uma forma muito simples aquilo que se defende na Declaração Universal do Direitos da Criança. É um livro que deveria ser lido por todos, pois a envolvência do texto e da imagem poderá sensibilizar-nos ainda mais para a importância e actualidade da Declaração.

Sem comentários: