Ocorreu um erro neste dispositivo

Translate

Follow by Email

15 novembro, 2006

MITOLOGIA, TRADIÇÃO E INOVAÇÃO: (Re)leituras para uma nova literatura infantil




Armindo Mesquita (Coord.)

Prefácio de
Marcelo Rebelo de Sousa


Com chancela da editora GAILIVRO, e apoiada pelo Observatório da Literatura Infanto-Juvenil (OBLIJ), pela Delegação Regional da Cultura do Norte (DRCN), pelo Centro de Estudos de Letras da UTAD (CEL), pelo Instituto Português do Livro e das Bibliotecas (IPLB) e pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), acaba de ser publicada uma rigorosa e relevante obra que, tendo como destinatários os mediadores do livro e da leitura, não deixará de interessar a professores, educadores, bibliotecários, psicólogos ou a investigadores do âmbito das Ciências Humanas, pelas pertinentes veredas hermenêuticas que abre e palmilha.

Estruturada em torno de três eixos fundamentais – os velhos e os novos mitos, os lugares, gestos e tempos da tradição oral, e a relação destes com a promoção da leitura e de competências várias - , esta obra fala-nos de textos considerados nucleares no contexto de determinadas comunidades interpretativas e dos modos de devolver aos leitores o gosto, o prazer e a voracidade pela leitura.

Demonstrando que, em função de determinados produtos da industria cultural a que as crianças têm acesso (livros, videojogos, DVD, etc), as múltiplas reescritas ora podem concretizar processos de desconstrução paródica e humorística do mundo ora podem reforçar papéis moralizadores e didácticos, expandindo a idealização de certos estereótipos, esta obra apresenta ao seu leitor uma paleta pluridisciplinar de pontos de vista que, auxiliando a uma visão reflexiva e crítica sobre a literatura de potencial recepção leitora infantil publicada no âmbito ibérico e lusófono, em muito contribui para fertilizar uma reflexão colectiva que se deseja e se afigura necessária acerca daquelas que parecem ser as imagens dominantes da infância na literatura que encontra nas crianças alguns dos seus receptores privilegiados.

Trata-se, enfim, de uma obra extensa, cuidada e rigorosa que, resultando de um criterioso processo de selecção das intervenções que tiveram lugar no II Congresso Internacional de Literatura Infantil, realizado em Maio de 2005, na UTAD, merece ser lida.

Sem comentários: