Ocorreu um erro neste dispositivo

Translate

Follow by Email

31 maio, 2007

Papá, adoro-te!


Ritchie, Alison (2007). Eu e o meu Papá!. Ilustração de Alison Edgson. Lisboa. Minutos de leitura



ISBN: 972-793-061-1

A partir dos 3 anos

A autora do texto verbal é Alison Ritchie e do texto icónico é Alison Edgson, mas sobre a quais não foi possível encontrar dados relativos aos seus trabalhos e vida.
Este livro conta a história da relação que o ursinho mantém com o seu pai. Assim, o ursinho conta todas as actividades que ao longo do dia vai realizando com ele. Ele diz que é o pai que o acorda todos os dias de manha, que é com ele que vai explorar e passear na floresta, que procura alimento, com quem brinca e faz diversos jogos, que lhe conta as histórias antes de dormir e que o protege sempre que uma tempestade aparece… fazem tudo juntos.
Depois de contar tudo o que fizeram durante esse dia termina dizendo que o seu pai é o melhor e que vão ser sempre amigos.
Esta história tem um cariz actual pois retrata a relação de amor e carinho que existe entre os pais e os filhos mas que por vezes não acontece.
Por isso, na minha opinião, é um livro importante para, de uma forma lúdica e ao mesmo tempo didáctica, tentar aproximar os pais dos filhos, para que possa existir uma cumplicidade entre eles, como o texto deixa transparecer através das diferentes actividades que o pai urso e o ursinho vão fazendo ao longo do dia.
Dessa maneira, se todos os pais lessem a história com os seus filhos, seria muito gratificante na medida em que poderiam aprender a forma como deveriam tratar os seus filhos e lidar com eles e, poderiam também, perceber que, por vezes, um simples gesto de ternura pode fazer a diferença numa criança.
Com a história, os pais podem toma-la como exemplo e ponto de partida para começarem a dar atenção aos seus filhos. Para além disso, aqueles que já mantêm uma cumplicidade com os filhos, podem identificar-se com a história, sentindo-se reconfortados pois verificam que tudo o que ocorre nesta eles também fazem. Vêem o seu trabalho, assim, “recompensado” com a criação desta.
O texto verbal da obra tem como característica o facto de estar escrito em poema. Assim, a cada duas páginas de texto icónico corresponde uma quadra com rima cruzada no segundo e quarto versos. Cada quadra acompanha o texto icónico da respectiva página onde se encontra.
Para além disso, no texto verbal é utilizado uma linguagem acessível e de fácil compreensão pois utiliza palavras simples, e é reduzido pois predomina a ilustração.
Desta forma, este livro é um álbum, em que, as imagens ocupam grande parte deste. Estas são grandes e com cores agradáveis. Por exemplo, o desenho da chuva foi conseguido a partir através da mistura de cores de lavanda, azuis e amarelos.
Estas imagens ilustram aquilo que é dito no texto verbal. Podem, também, demonstrar ao leitor outras informações que possam estar escondidas no texto verbal, e isto vai permitir que a imaginação da criança (e do próprio adulto) se espalhe, criando novas interpretações para o que é dito.
Carina Ferreira

Sem comentários: