Ocorreu um erro neste dispositivo

Translate

Follow by Email

01 dezembro, 2006

A Rosinha, o Mar e os Sonhos: uma história para quem ousa sonhar


Rosário Alçada Araújo (texto)
Catarina França (Ilustração)
Gailivro Editores, 2005
A partir dos 6 anos.



No reencontro com Rosário Araújo, o leitor não pode deixar de se comprometer com o estilo singelo e mágico próprio da autora em contar aqueles momentos que nos abeiram diariamente, mas que tantas vezes relegamos para segundo plano.
«A Rosinha nunca compreendera porque é que o mar parava junto à praia, e recuava, voltando de novo para o aconchego das suas águas» (Araújo, 2005: 9). Assim, começa esta nova história, construída, não no jogo do acaso, mas no exercício prático do sonho.
Remetendo para uma outra página as leis da física, que explicariam o contínuo movimento das ondas, é-nos ditada uma resposta clara e directa, bem ao alcance de todos: o mar tem um movimento longo e monótono porque em cada onda ele traz um sonho para a Humanidade. Depois de o entregar, ele volta, sereno, buscar um outro, pois há sempre mais e mais sonhos para trazer e é lá, no alto-mar, que «vivem os sonhos bonitos de todo o Universo, os sonhos que vale a pena sonhar» (2005: 27).. Cabe-me, aqui, fazer uma reverência à espectaculosidade do momento. Quantas crianças não ficarão maravilhadas com esta resposta tão simples e, ao mesmo tempo, tão enigmática? O diálogo, no momento da leitura, surgirá deste apego ao texto para fluir, levado nas asas do sonho, para outras paragens, bem mais filosóficas. Haja vontade de criar momentos de entrega e de partilha.
A «Chave do Grande Tesouro», trazida ao sabor das ondas, a pedido da sereia que «tinha cabelos cor de prata e um fato de escamas cor de cobre (…)», tem para Rosinha uma missão de alto porte que a obrigará a um investimento pessoal, alicerçado na meditação e no empreendimento. Com apenas dez anos, Rosinha vê-se, assim, a braços com a difícil tarefa de saber «como podem as pessoas cuidar dos sonhos» (2005: 28), pois a humanidade não cuida dos sonhos que o mar traz.
Rosinha é, sem dúvida, a protagonista desta belíssima história de encantar que investe no leitor infantil, pelo seu entusiasmo e determinação, o desejo da conquista e o gosto pelo desafio. É, pois por ter prestado atenção no difícil e contínuo exercício levado a cabo por uma simples formiga, com quem trava conhecimento, que Rosinha vai compreender a verdadeira essência da sua missão. Rosinha tem a responsabilidade de mostrar a todos e a si mesma que é o impossível não tem lugar quando tomamos as nossas decisões, mesmo se estas nos parecem homéricas, pois o que vale é «pôr-se a caminho» (2005: 36).
O cunho educativo-pedagógico que se entrevê na escrita de Rosário Araújo nada tem de comprometedor ou impeditivo à fruição estético-literária, ele apenas serve para que a interacção do sujeito com o texto seja um momento de aprendizagem, onde se fomentem os valores essenciais à sua compreensão.
É, com certeza, pelo desafio interpretativo do seu contar e do contar das ilustrações, que presenteiam com pinceladas de sonho a história do princípio ao fim, que esta jovem escritora quer dar a palavra a todos. Mais uma vez o seu texto sugere muito mais do que simplesmente diz; apela muito mais do que simplesmente convida; retém, muito mais do que simplesmente cativa.

Gisela Silva

6 comentários:

Anónimo disse...

Professora Gisela,

Gosto muito das opiniões que dá sobre os livros e as ligações que faz com a vida. Acho que podia fazer isto todos os meses por exemplo. Assim, sabiamos às vezes o que ler ou dar.
A autora Rosário Araújo tem outra história não tem? Conhece-a?
Professora, isto é um desafio!

gisela silva disse...

Cara leitora e aluna?

Fico feliz por gostar das recensões feitas. Quanto ao seu desafio, tomá-lo-ei em consideração, pois O menino escritor é um excelente livro que merece ser comentado.

Gisela Silva

Anónimo disse...

Professora Gisela,

Ficamos muito felizes por nos poder disponibilizar guias de leitura que nos estimulam a vontade de ler e de partilhar livros com os nossos colegas.
Bem-haja!

Gisela Silva disse...

Caro leitor,
Obrigada pelo incentivo e digo, então: vamos todos trabalhar!
Que as nossas leituras e opiniões possam motivar a todos e, sobretudo, aos nossos pequenos e jovens obreiros.

Gisela Silva

Rebeka Costa disse...

Que livro lindo! Vou procurar pelas livrarias do Brasil...espero encontrá-lo!!!

Obrigada pela dica...

Rebeka

Barbie girl disse...

Adoro ler!E este livro parece ser muito interessante, até porke a protagonista tem o mesmo nome quw eu «Rosinha»!Parabéns pelo blog e obrigada pela dica!